Castradoras


Você seria capaz de capar o seu namorado ou o seu marido, se ele fosse infiel a você ou por outro motivo grave?

Sabe o que elas fazem no programa "Fiel ou infiel?" da TVI, por eles não lhes terêm sido fieis? Agora, há mulheres que os capam. Elas os capam, por eles lhes serem infieis, mas também por outros motivos graves. Leia aqui sobre casos reais de CASTRAÇÃO!

New Page 1

Casos reais de castração

Ø      Tailandesas castradoras

Ø      Adolescente capa namorado

Ø      Facada penosa

Ø      1 mulher de 20 anos, depois de descobrir as traições do marido

Ø      Comido por um cão

Ø      Uma tesourada....

Ø      Dentada demolidora

Ø      A empregada não esteve pelos ajustes...

Ø      A Lorena Bobbit

 

Quer ler mais sobre casos reais de castração? Então clique aqui.

 

 

Casos reais de castração

Tailandesas castradoras

 

Isto aqui é verdade e saiu numa revista Ana. Leia tudo isto (dum site):

 

“A imaginação das mulheres tailandesas que são enganadas pelos maridos não conhece limites: os órgãos sexuais prevaricadores acabam no lume, atados a balões ou atirados para a sanita.

Não é por acaso que a Tailândia se tornou o país mais avançado nas técnicas de reconstrução do pénis. Os casos de mutilação são frequentes.

Médicos e psicólogos explicam esse tipo de violência (o último caso ocorreu na passada terça-feira) pela vulgarização da infidelidade e pela vontade das mulheres que não têm medo de defender os seus direitos.

Por outro lado, o pénis é venerado no reino tailandês como um símbolo de poder e de fertilidade, sublinham os peritos, que lembram a presença frequente de símbolos fálicos à venda no país.

O facto da cozinha tailandesa envolver a utilização de várias facas muito afiadas também não ajuda a ultrapassar o problema.

Surasak Muangsombot, cirurgião no hospital Paolo Memorial, de Banguecoque, fez a primeira reconstrução de pénis em 1978. Rapidamente, descobriu que este tipo de mutilação era uma das formas mais vulgares de violência conjugal na Tailândia. Desde então, a sua equipa já operou 33 homens. Um período em que se registaram apenas três casos na Suécia, dois nos EUA e apenas um na Austrália.

Se o pénis for recuperado (já que muitas mulheres lhes dão os destinos mais estranhos, como alimentar animais, serem cozinhados ou lançados ao lixo), "a taxa de sucesso do reimplante é de 100%, apesar de apenas 50% recuperarem as funções normais, afirma Surasak Muangsombot.”

 

Site usado (isto foi escrito em 2004):

http://www.portaldascuriosidades.com/forum/index.php?PHPSESSID=65f2810c893c3bf2fb7849098ee3b859&topic=20343.msg123587

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

Adolescente capa namorado

 

Ela tinha 17 anos... Só 2 cm do pénis! Leia aqui este enxerto dum artigo de 1996:

 

"O telefone da suíte 113 do Motel Status, um dos mais luxuosos de Vitória, no Espírito Santo, foi usado duas vezes na madrugada da terça-feira 5. Na primeira, o comerciante João Carlos Mattos de Faria, 27 anos, pediu calmamente um sanduíche. Na segunda vez só conseguiu gritar: "Socorro, chamem a polícia e uma ambulância. Ela cortou meu p...!" João Carlos entrara no motel às dez da noite acompanhado da menor J.G.G.S., 17 anos, com quem namorava desde o início do ano. Às cinco da manhã, João Carlos saiu de lá direto para o hospital segurando numa das mãos o seu pênis decepado (dez centímetros do órgão foram cortados, restando dois centímetros no corpo). Do motel, a moça foi levada para a polícia. João Carlos e J. se conheceram no Shopping Center Vitória, onde ele tem uma loja de produtos importados. Ela, que não estuda e não trabalha, passava as tardes lá. Havia dois meses que o rapaz rompera o relacionamento e vinha enfrentando as fortes crises de ciúme da garota (numa delas, J. destruiu objetos do apartamento de João Carlos). Naquela noite, ele decidiu por um ponto final na história e J. pediu então para que fossem ao motel fazer uma despedida. Na suíte 113 do motel, com uma peixeira de 20 centímetros escondida entre a cama e o colchão, ela mutilou o namorado. João Carlos recebeu os primeiros socorros em Vitória: foi feita sutura no ferimento (para estancar a hemorragia que poderia levar o paciente à morte) e o pedaço do pênis separado do corpo foi acondicionado numa caixa de isopor com gelo. Depois, ele foi transferido para o Hospital Nove de Julho, em São Paulo, onde se submeteu a uma cirurgia de quatro horas para reimplante do órgão."

 

Site usado:

http://www.terra.com.br/istoe/semana/141534b.htm

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

Facada penosa

 

Esta mulher amarrou o marido à cama... Leia aqui esta noticia de 2005:


“Uma jovem indiana cortou o pênis de seu marido com uma faca de cozinha devido a seu comportamento em relação a bebidas e mulheres.

 

A mulher de 27 anos contou que o marido levou uma prostituta à casa deles em Lucknow, norte da Índia, na sexta-feira. "Queria dar uma lição a ele", afirmou Reshma Ahmed, mãe de quatro crianças. "Ele estava dormindo... então amarrei as mãos e pés dele, peguei uma faca de cozinha para cortar seu órgão e pôr um fim à sua luxúria."

 

Uma equipe de médicos de um hospital local reimplantou o pênis. "Teremos que esperar e monitorar para ver se ele será sexualmente normal de novo", disse A.K. Singh, que realizou a operação.”

 

Site usado:

http://www.netmarkt.com.br/noticia2005/5606.html

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

1 mulher de 20 anos, depois de descobrir as traições do marido

 

Esta mulher descobriu... A vítima contou que não sentiu dores porque havia bebido. O pénis estava sustentado apenas por uma fina camada de pele. Leia aqui um enxerto dum artigo de 2001:

 

Belém - A lavradora Maria Lucilene de Souza desconfiou de estar sendo traída por seu companheiro, de 31 anos, e esperou Haroldo Andrade de Souza dormir.

 

Na madrugada desta terça-feira, com uma faca afiada de ambos os lados, cortou o pênis dele. O casal mora no município de Peixe-Boi, a 94 quilômetros de Belém.

 

Souza foi transportado da cidade para a capital e internado no Pronto-Socorro Municipal, em Belém, onde os médicos fizeram o reimplante do pênis.

 

A polícia tenta localizar Maria Lucilene, que fugiu da residência do casal, enquanto vizinhos socorriam a vítima.

 

De acordo com os médicos do PS, as chances de Haroldo recuperar totalmente suas funções sexuais são boas. O que houve foi a demora na remoção do trabalhador para Belém, e isso dificultou o trabalho de reimplante do órgão.

 

"Eu não senti muita dor porque havia tomado umas cachaças", contou Haroldo . Ele disse que sua mulher é muito ciumenta e andava vigiando seus passos para tentar flagrá-lo em companhia de uma suposta amante.

 

O casal teve várias discussões desde domingo passado, mas, na terça-feira, Maria Lucilene resolveu cumprir as ameaças que fazia de dar um jeito na "galinhagem" do companheiro, trabalhador braçal.

 

"Cheguei em casa de porre e fui passando logo para a cama. Eu tava dormindo quando senti uma dor fina na virilha. Acordei e vi a mulher com a faca na mão", contou o braçal.

 

Foi aí que Haroldo se deu conta do que havia ocorrido.”

 

Sites usados:

http://busca.estadao.com.br/agestado/noticias/2001/abr/11/240.htm

http://www.midianews.com.br/noticias.php?codigo=117169&editoria=5&n=Dia-a-Dia

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

Comido por um cão

 

Ele ao acordar descobriu que o seu pénis foi cortado... Leia todo os enxertos dum artigo de 2005:

 

“A salvadorenha Delmy Margoth Ruiz foi declarada na sexta-feira, 22, culpada de cortar o pênis de seu amante com uma faca de cozinha”

  

“Ao iniciar-se o julgamento em Houston (Texas), Ruiz, 49 anos, admitiu na quinta-feira, 21, que após uma briga cortou o pênis de René Armando Núñez, também salvadorenho.

 

No entanto, argumentou que o fez em defesa própria depois que este a atacou e a obrigou a praticar sexo oral. Acrescentou que jogou o membro de Núñez na rua, onde foi pego por um cachorro que fugiu do lugar.

 

Os promotores argumentaram que Ruiz é uma mulher ciumenta que buscou vingança, porque suspeitava que o homem a enganava.

 

"O atraiu para assinar alguns documentos de venda da casa. Núñez dormiu e ao despertar descobriu que seu pênis tinha sido cortado", disse o promotor Mike Trent.

 

Mas o advogado da defesa assinalou que Ruiz teve que suportar brutais ataques sexuais e reagiu, "talvez de maneira excessiva".

 

Segundo Trent, Núñez teve que submeter-se a várias intervenções cirúrgicas para restituição de pelo menos parte do membro.”

 

Site usado: http://mtncc.diariodanoticia.com.br/noovita/ver_noovita.php?id=15171&diarioID=be9c0f3824ea380bc2d135d4c583afb2&t=1

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

Uma tesourada...

 

Esta mulher de 42 anos usou uma tesoura... Leia aqui um enxerto dum artigo de 2005:

 

“ Uma camponesa de New London, Estado de Connecticut, nos Estados Unidos, foi acusada por ter cortado o pênis de seu marido com uma tesoura, enquanto ele dormia. O ferimento demandou uma sutura de 15 pontos para ser sanado.”

 

“Em liberdade mediante o compromisso de não faltar à audiência, Theresa - segundo a decisão judicial - não pode ter contato nem aproximar-se de seu marido, que possui 38 anos. Segundo ela, "a violência só foi cometida contra seu marido por ele não ter confessado um caso extra-conjugal" – mesmo após ela ter insistido.

 

O marido foi levado para tratamento no Centro Médico da Família de Nova Londres. Mesmo assim, Theresa fez questão de frisar à polícia que não tinha intenção de lhe cortar o pênis.”

 

Site usado:

http://www.espacovital.com.br/asmaisnovas20052005d.htm

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

Dentada demolidora

 

Um homem da tribo Maasai, no Quênia, foi espancado e o seu pénis arrancado pela sua esposa com uma dentada, após ela ter suspeitado que estava a ser traída. Leia uns enxertos dum artigo de 2004:

 

"Saloon Ole Mewet, de Ngong, no sul do país, disse à BBC que sua esposa o atacou enquanto ele dormia."

"No dia do incidente, Mewet voltou para casa às 22h e foi espancado por sua mulher logo depois que adormeceu.

Após bater no marido e derrubar os seus dentes da frente, a mulher arrancou os testículos de Mewet com uma dentada e, apesar de sua luta quando acordou, tirou seu pênis com uma mordida."

"Seus gritos chamaram a atenção da vizinhança, e ele foi levado a um hospital local onde recebeu pontos. Mewet, que registrou o incidente na polícia, disse que sentiu "tanta dor" que não pôde fazer nada a não ser gritar."

"Ele admitiu que tinha uma namorada, mas disse que não entendia a atitude de sua mulher porque ela sabia que ele tinha outras namoradas quando eles se casaram.

"Ela sabia que eu tinha muitas namoradas e não sei por que reclamou quando eu tive uma outra", afirmou."

 

Site usado:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2004/09/040914_maasaias.shtml

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

A empregada não esteve pelos ajustes...

 

Um patrão tentou abusar da sua empregada. A mulher não esteve pelos ajustes e resistiu aos ataques do patrão, decepando-lhe, de faca em punho, o dito membro... Leia uns enxertos dum artigo de 2006:

 

"RIAD (Reuters) - Cirurgiões reimplantaram o pênis de um saudita que tentou manter relações sexuais com sua empregada filipina e foi atacado por ela com uma faca, informou nesta segunda-feira uma fonte do hospital."

"No começo deste mês, jornais relataram que a empregada emasculou seu patrão após ele molestá-la durante a noite, enquanto a mulher dele dormia."

 

Site usado:

http://noticias.uol.com.br/ultnot/reuters/2006/05/08/ult729u56487.jhtm

 

Voltar à lista de casos reais

 

 

A Lorena Bobbit


Clique no faqueiro para ver o que a Lorena Bobbit fez ao seu marido... Atenção: a foto pode impressionar você.

Em 1993, na Virgínia (EUA), a equatoriana Lorena Bobbit cortou o pénis do seu marido, John Wayne Bobbit, com uma faca. Lorena fugiu do lugar e atirou o pénis de Wayne pelo vidro do seu automóvel.

O pénis foi achado e reimplantado cirurgicamente em Bobbit, que aproveitou a fama para se transformar depois em actor de filmes pornográficos.

Aqui pode ler enxertos dum artigo de 1993 sobre este caso:

 

“Cansada das surras e dos abusos sexuais do marido, a manicure Lorena Leonor Gallo Bobbit, de 24 anos, decidiu ir à raiz do problema: esperou que ele dormisse e cortou seu pênis com uma faca de cozinha. Essa não é a parte mais extraordinária do doloroso episódio ocorrido no dia 23 de junho em Manassas, Virginia, um subúrbio de Washington, e desde então o tópico mais quente de conversa na capital norte-americana.

 

No último fim de semana, John Wayne Bobbit, de 26 anos, deixou o hospital Prince William inteiro, com o pênis reimplantado por microcirurgia e - o que é mais surpreendente ainda - com excelentes chances de plena recuperação, inclusive da atividade sexual.

 

Segunda-feira, Lorena respondeu ao processo criminal aberto pelo marido pedindo divórcio. Ela alega que decidiu radicalizar depois de ser estuprada pelo companheiro. Feliz com o prognóstico médico, John anda ocupadíssimo negociando a venda dos direitos de sua saga com os tablóides, programas de entrevista em televisões, editoras e produtores de Hollywood. Segundo seu advogado, ele precisa do dinheiro para pagar as contas da operação salvadora.”

 

“O médico aplicou um torniquete do terço de pênis que restava e chamou o dr. Sehn, o urologista do hospital. Este explicou a John que o reimplante era possível mas tudo dependia de encontrarem a parte perdida. a polícia nada encontrou no quarto do casal. Algumas horas mais tarde, Lorena foi localizada. Contou que deixara a casa em estado de choque, carregando a prova do crime, e indicou o lugar onde o jogara o pedaço do marido pela janela do automóvel. De sirenes abertas, a polícia de Manassas saiu em busca do pênis de John.

 

Localizada num gramado à beira de uma rua da cidade, a peça foi colocada numa geladeira portátil e chegou ao hospital quase nove horas depois de ser separada do dono. Os médicos passaram as primeiras três das nove horas e meia da operação identificando e etiquetando as estruturas cortadas e puseram-se, depois, ao paciente trabalho de reconectá-las sob o microscópio.”

 

Sites usados:

http://ibest.estadao.com.br/ext/diariodopassado/20030713/000302762.htm

http://mtncc.diariodanoticia.com.br/noovita/ver_noovita.php?id=15171&diarioID=be9c0f3824ea380bc2d135d4c583afb2&t=1

http://en.wikipedia.org/wiki/John_and_Lorena_Bobbitt

 

Voltar à lista de casos reais